A chegada do irmão, dicas para preparar o filho mais velho

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Você vai ganhar um irmão!! Essa notícia na maioria das vezes vem recheada de amor e alegria, mas também podem surgir outros sentimentos como o ciúme, abandono.

Mesmo que por um período curto ou longo, seu filho ficou um tempo com toda atenção voltada somente para ele e agora terá que dividir.

Conto aqui como foi a minha experiência e dicas para te ajudar a lidar com o ciúme do mais velho com a chegada do irmão.

Relato Pessoal – Chegada dos Irmãos

Um pouco antes de descobrir que estava grávida dos gêmeos, Lorena começou a me pedir uma irmã e logo depois, parece brincadeira, mas pediu 2 bebês.

A descoberta

O dia que descobri que estava grávida, ficamos muito felizes, já que estávamos a 2 anos aguardando essa notícia e Lorena recebeu muito bem.

Para saber lidar com o ciúme que já havia presenciado com outros pais, procurei ler sobre como ajudá-la a receber bem os irmãos.

Afinal de contas até os seus 5 anos, era a filha única, toda atenção era voltada para ela e daqui alguns meses estaria ganhando 2 irmãos.

Durante a gravidez

Durante toda a gravidez, Lorena curtiu cada momento, beijava a barriga, conversava com eles, deixei que participasse de todos os preparativos.

Ajudou na escolha dos nomes, nos preparativos do enxoval e na organização do quarto.

Fizemos um Chá de Bebê e ela curtiu muito e foi tranquilo.

Os gêmeos nasceram prematuros e por isso, acabei ficando muitos dias entre a rotina da casa para ficar com ela, mas tempo ainda na UTI, foi uma fase difícil e tinha que me desdobrar para dar atenção a ela.

O ciúme

Mesmo com tudo isso, o ciúme com a chegada dos meninos foi inevitável.

Queria chamar a atenção das pessoas quando recebíamos visita e se alguém chegasse perto de mim para perguntar sobre os meninos, ficava me chamando para ir embora.

Outro ponto, em alguns momentos, sentia que fazia uma birra e logo percebia que estava querendo chamar a atenção.

Esperava um pouco e perguntava o que estava sentindo, em alguns momentos ela se abriu, em outros não quis falar.

Dia das Meninas

Mas tive uma ideia quando os meninos estavam com 4 meses, que foi tirar um dia da semana, para fazer um passeio somente com ela, criamos o Dia das Meninas, o que foi sensacional.

O que mantenho até hoje e ela adora.

Como lidar com o mais velho com a chegada do irmão

Contando a novidade

Se for uma notícia que ele está esperando, como foi o meu caso, que a Lorena estava pedindo um irmão, conte a novidade logo.

Caso a gravidez seja surpresa, tente conversar primeiro e vê como ele se comportaria com a chegada de um irmão.

Procure dar exemplos de crianças com irmão, como seria divertido ter um e conte a novidade.

Como fica as emoções dos pequenos

Ao mesmo tempo que sentirá muito amor, felicidade, também sentirá insegurança, ciúme, principalmente se for o primeiro irmão, eles passam a dividir a atenção com um outro bebê, no meu caso foram dois.

Preste atenção no que está manifestando de sentimentos, se está havendo uma mudança de comportamento e converse.

É claro, que depende da diferença da idade entre os irmãos, porque se for muito pequeno, não entenderá e nem saberá expressar os seus sentimentos.

Na gravidez

Prepare o seu filho desde do início da gravidez, conversando e explicando que mesmo com a chegada do irmão, será amado.

Envolva-o com carinhos e conversa ainda com o bebê na barriga.

Se o bebê está mexendo na barriga, mostre-o e deixe que ele sinta essa vibração linda com você.

Explique desde da gravidez que vocês terão uma mudança na rotina.

Que os pais terão que dividir a atenção, de uma forma que ele possa entender que não será descartado, trocado pelo irmão ou abandonado.

Descreva e explique que um bebezinho tem necessidades como mamar, trocar a fralda, dar banho, enfim, cuidados que precisam de um adulto para fazer.

Que no início tomará mais tempo dos pais, mas que as suas necessidade também serão atendidas, é um boa forma de mostrar que também terá atenção.

E se quiser, poderá ajudar a cuidar das tarefas.

Uma boa dica é mostrar álbuns de fotos, vídeos de quando era bebê e como cuidavam e interagiam com ele.

Outro ponto, é deixar que imagine como será divertido quando o irmão ficar maior e poderá dividir as brincadeiras, passeios.

Mudanças Previstas com a chegada do irmão

Além da mudança da rotina que é previsível com a chegada do irmão, algumas você pode precaver antes do nascimento.

Se o seu filho for ceder o berço para o irmão, faça antes do bebê nascer, vai mudar de escola, qualquer mudança na rotina, procure fazer antes ou meses depois do nascimento do irmão.

A chegada do Bebê

A sensibilidade dos adultos na apresentação do irmão, pode ajudar muito nesse relacionamento.

A maioria das crianças ficam com medo de serem deixadas de lado, e por isso, podem surgir atitudes para chamar a atenção, a birra podem ser mais frequentes, porque é uma forma da criança reagir a alguma frustração.

Se seu filho demonstrar hostilidade com o bebê, não recrimine ou brigue. Converse sobre o ciúme e não deixe que sinta culpado por ter esse sentimento.

Caso apresente algum comportamento agressivo, não coloque de castigo, converse, explique para que não se repita.

É claro que não é para deixar bater no bebê, mas ensinar que isso não é certo e que você entende os sentimentos, mas que precisa corrigir.

Mesmo com todo esse trabalho, os sentimentos como ciúmes, raiva é bem provável que aconteça, deixe que ele se abra e conte o que está sentindo, sem punir.

Esse bate papo ajudará ele ter segurança, conforto e acolhimento nos seus sentimentos.

Pode acontecer do seu filho apresentar uma regressão em algumas atividades para chamar a atenção, um banho que já tomava sozinho e agora queira que você dê.

Dê atenção e mostre que seu filho não perderá o lugar.

Se o quarto do mais velho for dividido com o bebê, analise senão vale a pena no início, deixar o bebê no quarto dos pais.

Para que não atrapalhe o sono do filho mais velho, pois sabemos que um noite mal dormida, pode trazer oscilação de humor, falta de atenção e irritação.

Mesmo que seu filho entenda toda a nova situação, é normal que sinta falta da mãe.

Se houver um comportamento que você possa achar como egoísta, como tentar machucar, empurrar, deixe ele se expressar e converse, acolha para que sinta amado.

Um tempo para vocês

Sei que é difícil, mas tente revezar com o pai, que tenham alguns momentos somente com o mais velho.

Faça programas que ele goste, que já esteja habituado a fazer ou algo novo que ele irá curtir.

E não se esqueça da rotina, se você estava acostumada a estar presentes em momentos do cotidiano como: tarefas escolares, refeições, hora do sono, cuidados da higiene, dê atenção a essas tarefas, para que ele continue se achando importante.

Por conta da demanda do bebê, não será possível fazer todas, mas se esforce para estar o mais presente possível numa delas e ele sentirá importante.

Com o tempo, seu filho vai perceber que a chegada do irmão foi mais legal do que ele imaginava e vai poder curtir ter um irmão por toda a vida.

Anúncios

Deixe uma resposta