Data Provável do Parto, Tabela Gestacional, saiba mais

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

A vida seria mais simples, se pudéssemos ter certeza da data provável do parto, mas isso ainda não acontece.

Como a gravidez a termo normal, pode perdurar de 38 a 42 semanas, o parto ocorrerá no intervalo de duas semanas antes ou duas semanas depois desta data.

Isso em termos normais, como o próprio termo já diz, na minha primeira gestação, Lorena nasceu num parto de cesária com 39 semanas, já na minha segunda gestação dos gêmeos, o parto aconteceu com 35 semanas, antes do previsto.

Data Provável do Parto

Por isso que se chama DPP (Data Provável do Parto), pois trata-se de uma estimativa estatística.

Para calcular a data provável do parto, o médico utilizará a data do primeiro dia do início do último ciclo menstrual (UCM), acrescentará mais 7 dias e subtrair 3 meses, assim ele terá uma data provável do parto, em um ano depois.

Este é um exemplo, de como ele poderá calcular.

Mas este sistema funciona bem, para mulheres com ciclo menstrual regular, para as mulheres com ciclos irregulares, o médico precisa de usar outros fatores.

Como o tamanho do útero, cujo o aumento é percebido por ocasião do primeiro exame interno, o aumento de tamanho corresponde ao estágio de gravidez suspeitado.

Junto com outros indícios importantes, que em conjunto permitem aferir melhor a duração da gestação.

Para os casos de ciclos irregulares ou as mulheres que não saibam a data do último ciclo menstrual, pode ser que o médico, indique uma ultrassom transvaginal antes da 12ª semana para ser mais preciso na idade gestacional do feto.

Mais próximo do parto, o médico analisará outros fatores para a data mais prevista do parto.

As contrações uterinas, indolores, podem aumentar e o incômodo pode se tornar mais frequentes, o feto se move em direção à pelve, o colo do útero se adelgaça e reduz, por fim se dilata.

Tabela Gestacional

E a gravidez que falamos sempre em 9 meses, mas os médicos contam em semanas.

Como saber está contagem, eu tive dúvidas e as tabelas gestacionais me ajudaram bastante.

A gravidez comum dura 40 semanas, mas a contagem começa a partir do primeiro dia da última menstruação.

Sendo que a ovulação não acontece antes de duas semanas (se o ciclo menstrual for regular, a gravidez realmente acontece a partir da terceira semana.

Vamos a tabela para ajudar na contagem das semanas.

Gravidez - Tabela Gestacional

Os períodos da gravidez estão divididos em três trimestres:

1º Trimestre (do 1º ao 3º mês)

Neste trimestre o óvulo fecundado passa por várias divisões, transforma-se em embrião e depois em feto.

Nesta fase começa-se então os cuidados através do Pré-Natal.

Sintomas mais comuns neste fase:

  • enjoos e vômitos
  • sensação de cansaço
  • sonolência
  • perda de peso
  • aumento do volume dos seios
  • vontade de urinar frequentemente, no meu caso, foi em toda a gestação rsss
  • cólicas abdominais discretas, neste caso, é bom conversar com o médico para saber quando deve ser preocupante.
  • aumento de sede

2º Trimestre (do 4º ao 6º mês)

Está fase tende a ser mais tranquila, porque ainda existe um conforto físico.

Quando completar 20 semanas, o bebê costuma pesar meio quilo e já está com todos os seus órgãos desenvolvidos, mas ainda não estão maduros, por isso, não está pronto para nascer.

Sintomas mais comuns neste fase:

  • Aqueles do primeiro trimestre tende a desaparecer, nesta fase o organismo já está mais adaptado as mudanças gestacionais.
  • E a barriga já começa a aparecer, isso depende de mulher para mulher.
    • Na minha primeira gestação, realmente demorou aparecer, ficava parecendo que tinha comido muito rsss e parecia estar com uma pancinha.
    • Já na gestação dos gêmeos, logo no segundo mês, já vi a mudança na barriga que cresceu rápido.
  • Neste trimestre já começa surgir as primeiras sensações do bebê se movimentando.
  • E para algumas mulheres podem surgir uma queimação no estômago ou dores nas costas.

3º Trimestre (do 7º ao 9º mês)

Neste trimestre, a barriga que está maior, os sintomas mais comuns são sobrecarga física e emocional, principalmente nas últimas semanas.

Fora o aumento da ansiedade que ficamos para ver o rostinho do nosso bebê !!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta