História de Mãe: Renata e Davi

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Trabalhei numa mesma empresa por 16 anos e uma das coisas mais bacanas que herdei, foi a amizade da Renata.

Uma amizade que começou logo no primeiro dia de trabalho dela na empresa.

Renata me conheceu, eu estava grávida da Lorena de 07 meses e ali começou uma amizade que foi se fortalecendo a cada dia.

Acompanhei toda a história dela e fico muito feliz em poder compartilhar aqui no blog.

Renata, é uma amiga doce e querida, quando trabalhávamos na mesma empresa, mesmo morando em cidade diferente, nos falávamos todos os dias.

Prepare-se para se emocionar com uma história de fé e superação.

Quem sou eu:

Me chamo Renata, tenho 32 anos e sou formada em Administração de Empresas, casada há 5 anos.

Sempre quis ser mãe, e Deus me abençoou.

Tenho um filho chamado Davi, que acabou de completar 2 aninhos e eu não canso de dizer a ele o quanto eu o amo e o quanto ele é maravilhoso.

Mães que Inspiram

Como Descobriu a Gravidez:

Davi foi uma benção de Deus em minha vida.

Em 2014 eu queria muito ser mãe e engravidei logo na primeira tentativa.

Me sentia plena, quando na primeira ultra que eu fiz descobri que era uma gravidez anembrionada, na época eu não sabia o que era.

O médico me explicou que é quando não gera o embrião.

Naquele momento, o tempo parou, o chão se abriu e eu e meu marido nos vimos em um grande vazio.

Minha obstetra me acalmou, disse que era normal e dali a 2 meses eu poderia voltar a tentar.

Resolvi então, fazer um checkup completo antes de tentar uma segunda vez.

Foi aí que Deus mais uma vez me mostrou o porquê de tudo.

Descobri um tumor na glândula salivaria, fiz a remoção e tive que fazer 30 sessões de radioterapia.

Foi difícil, mas ao mesmo tempo tive todo apoio da minha família e de amigos próximos.

Após a rádio, meu oncologista disse que o tratamento foi um sucesso e que dali a 6 meses eu poderia voltar a tentar engravidar novamente.

Preferi esperar e em 2016, em uma viagem para os Estados Unidos eu engravidei.

E dessa vez eu podia sentir que ele estava ali.

Foi uma alegria, e a gravidez foi super tranquila. Amei estar grávida.

Como foi o parto:

O parto estava agendado para o dia 28/11 /16, uma segunda feira e eu já havia me programado para arrumar o bercinho e alguns detalhes no final de semana.

Quando na sexta-feira, dia 25/11 eu acordei e senti algo diferente.

Depois foi aquela correria, mas correu tudo bem e ele escolheu o dia dele.

O antes e depois da maternidade:

Não me lembro de muita coisa antes de ser mãe, mas duas coisas me marcaram: eu dormia muito e não tinha preocupação com os horários rsrs

Hoje eu durmo bem menos e não sinto aquele cansaço de antes, acredito que Deus prepara a gente para a Dádiva de ser mãe.

Além disso hoje eu costumo dizer que o Davi é minha fé e minha oração, tudo o que eu faço é pra ele e por ele.

O que mais gosta de fazer com o seu filho:

Amo cantar músicas com ele, abraçar, beijar muito e brincar.

Mães que Inspiram

O que você gostaria de saber antes da maternidade e ninguém te contou:

O quanto a amamentação é difícil, eu li muito mas não tinha ideia do quanto seria difícil.

Um desabafo:

Os primeiros meses pra mim foram muito cansativos, eu não dormia bem, ficava vigiando o seu sono, os medos de toda aquela mudança e ter um serzinho tão frágil totalmente dependente de mim foi bem difícil.

Uma dica:

Não se culpe, nós somos a melhor mãe que podemos ser para nossos filhos.

A maternidade é:

Mães que Inspiram

Ah que linda né!! Se preparem que vem mais por ai…

 

 

 

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
Anúncios