História de Mãe: Margarete e Rafael

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Porque hoje é dia de comemorar, abro esta linda História de Mãe, no dia que o Rafael comemora 01 ano, este bebê lindo e muito amado! Viva o Rafa!!

Este lindão, é filho da minha grande amiga Margarete, que pra mim, sempre será Margô e eu Paulinha pra ela, como sou chamada por muitos amigos.

Somos amigas desde pequena e compartilhamos muitos momentos, Margô, é uma amiga pra toda hora, desde da nossa infância até hoje e por uma grande dádiva de Deus, no ano passado ficamos grávida juntas.

Vamos ler que lindo relato sobre a maternidade!

Quem sou eu…

Mães que Inspiram

Sou Margarete, mãe do Rafael de quase um ano. Amo ser mãe do meu filho.

Tenho 41 anos, sou formada em processamento de dados e trabalho há 20 anos numa empresa onde atualmente atuo na coordenação financeira de projetos.

Sou casada com o Leandro há 4 anos e sempre sonhamos em ser pais.

Minha grande amiga Paulinha é a autora deste lindo blog e quando me convidou para escrever fiquei super feliz, porque nossa amizade é um grande presente em minha vida.

Costumo dizer que somos amigas “dente de leite”, pois nos conhecemos quando éramos crianças, crescemos juntas e participamos de todos os grandes momentos da vida uma da outra.

E no ano passado Deus nos presenteou com a maternidade no mesmo momento. Tenho certeza que nossos meninos serão grandes amigos.

Nossa sintonia é tão grande que mesmo sem ela saber de minha gravidez me enviou uma mensagem dizendo que tinha sonhado comigo barriguda.

Ainda não tinha divulgado a notícia, mas, mesmo sem saber sonhou com esse momento mágico.

Diante da sua “premonição” acabei contando e choramos muito de emoção. E hoje temos o Rafa da tia Margô, o Rafa da Tia Paulinha, o Felipe e a linda Lorena (aliás foi minha daminha de honra com apenas 3 anos. Coisa mais linda da tia!). Turminha abençoada.

É uma alegria enorme participar desse projeto lindo sobre a maternidade e espero dividir junto com a Paulinha minha história de amor.

Obrigada amiga pela oportunidade. Amo muito você e toda sua linda família.

Mães que inspiram

Como descobriu a gravidez?

Descobri através de um exame de farmácia. Num dia a noite fui ao treino de funcional e não consegui malhar muito. Cheguei em casa achando que havia algo que estava diferente.

Meu marido comprou um teste de farmácia e esperamos a manhã seguinte para fazer.

Fiz e ele perguntou: tem que dar dois “pauzinhos”? achei que ele estava brincando porque nem acreditava mais que testes de farmácia funcionavam, afinal já havia feito vários e sempre com um “pauzinho”.

Choramos muito e vibramos juntos a linda notícia.

Como foi o parto?

Foi bem tranquilo. Agendado, realizado para o dia 12/12/17. Dia de Nossa Senhora de Guadalupe.

Foram para o hospital meus pais, irmãos, sobrinha, sogro, amigas, dindinhos. Foi uma festa.

 O antes e depois da maternidade?

Não me lembro mais a pessoa que fui antes de ser mãe. Lembro do que fazia, vestia, mas não me lembro da minha essência. O sentido da vida era outro e acho mesmo que nada fazia sentido algum. Planos, objetivos, valores de vida mudam radicalmente quanto se tem filhos.

A maternidade é uma metamorfose. Uma experiência transformadora. Tudo muda e nos tornamos capazes de tudo. Não sinto saudades de quem eu era antes, mas sei que o que vivi teve o objetivo de me preparar para a dádiva que é ser mãe do Rafael.

A busca pela maternidade foi difícil. Sonhei muito com esse momento e ele demorou a acontecer em minha vida. Passei por um longo processo até engravidar e ter uma gestação saudável. Muitos momentos de frustração, revolta e tristeza. Cheguei a questionar Deus sobre seus planos comigo.

Ouvi muito: tudo tem sua hora para acontecer, acredite nos planos de Deus, Deus não demora ele capricha… é muito difícil entender isso quando estamos na “fossa”, quando tudo vai mal, nossos pensamentos são predominantemente negativos.

Hoje entendo na integra cada conselho que ouvi, principalmente “tudo tem sua hora para acontecer”.

Tudo acontece exatamente quando tem que acontecer, quando Deus define que chegou a hora. É preciso cautela, paciência e fé.

E hoje, após tudo o que passei, entendo que não foi nada diante da graça recebida. Que faria tudo de novo pelo sorriso do meu filho, que me submeteria mil vezes a cada medicamento, a cada cirurgia pela convivência com meu filho.

E esse caminho me tornou mais forte.

A maternidade nos impulsiona, nos faz sair do lugar, nos tira da zona de conforto, nos traz esperança, renova nossa fé, nos traz um olhar novo para o futuro, a vida passa a ter outro sentido. Sem falar no amor. Essa coisa incondicional. Amor que transborda e que não acaba nunca. Amor que dói, que traz certo desassossego ao coração. É também cansaço, exaustão, vida sem muitos planejamentos e controle, mas é cheia de surpresas, aprendizados e alegrias diárias. Cuidamos do outro e isso nos faz feliz.

A maternidade é uma metamorfose. Uma experiência transformadora. Tudo muda e nos tornamos capazes de tudo..jpg

O que mais gosta de fazer com seu filho?

Adoro brincar com ele, adoro sentar no chão e brincar com seus brinquedos, ouvir músicas e dançar, tocar seus instrumentos musicais.

Adoro acordar e encostar meu rosto ao dele, sentir sua respiração, sua pele, seu carinho.

O que você gostaria de saber antes da maternidade e ninguém te contou?

Como são difíceis os primeiros meses. O tal puerpério é muito mais difícil do que se imagina.

Como os hormônios nos deixam loucas. Senti que era uma outra pessoa. Chorei muito, fiquei muito insegura.

 Que é difícil ter roupa para amamentar. Difícil de encontrar. Falo de roupas bonitas e práticas.

E que precisamos de ajuda, da mãe, sogra, irmã e quem mais puder ajudar. Os primeiros dias para os papais de primeira viagem são muito difíceis.

Mães que Inspiram

Um desabafo?

Amei amamentar. Para mim foi um momento sublime e maravilhoso. Um contato único com meu filho. Senti a presença de Deus e entendi um pouco de sua imensidão. Imaginar que durante meses meu filho só dependia de mim e do alimento que oferecia foi uma grande responsabilidade, mas maravilhoso.

Mas entendi que amamentar não é para todas. Existe a dificuldade fisiológica mas para quem não tem esse problema ainda existem muitos impecílios. Acordar a cada duas horas durante a madrugada, ficar 30 minutos após a mamada com o bebê elevado para não voltar, sentir os seios duros ou vazando, é muito difícil. Mas o amor nos faz guerreiras e nos permite viver isso com muita garra pelos nossos filhos.

Uma dica?

Curta cada momento, pois a maior verdade em tudo o que vamos ouvir é que passa rápido.

As crises de cólicas são difíceis para os pais, mas para os bebês são muito piores. Normalmente após o terceiro mês passa. Peça a Deus paciência e dê muito amor.

Acordar a cada duas horas para amamentar é difícil. Viramos um zumbi. Mas normalmente aos seis meses passam a dormir melhor, sentiremos falta dessa rotina difícil. Peça a Deus força, paciência e dê muito amor.

O nascimento dos primeiros dentinhos também é um momento difícil. Eles ficam irritados, choram, não comem direito e mordem tudo. Mas para os bebês é muito mais difícil, deve doer e de forma constante… mas passa. Peça a Deus paciência e dê muito amor.

E curta o primeiro sorriso, o primeiro carinho, a primeira vez que sentar, o primeiro engatinhar, a primeira vez que bater palminhas, a primeira vez que dançar… esses primeiros momentos serão únicos. Ainda teremos muitas primeiras vezes mas não desses momentos. Curtam muito.

Margo (1).png 

A maternidade é…

Uma dádiva, uma benção, uma honra.

Aprendi muito durante minha espera pela maternidade. Busquei muita ajuda espiritual e médica.

Na ajuda espiritual aprendi que somos escolhidos pelos nossos filhos muito antes da concepção. Imagina que lindo e profundo ser escolhido. Então ser pais é uma benção recebida. Quantos não pedem essa benção. E nós fomos os escolhidos por essa linda alma para ajudá-lo em sua caminhada. Isso é de uma grandeza que chego a me emocionar.

A maternidade é divina. É a materialização maior do AMOR.

Quanto mais reflito sobre o assunto, mais difícil fica dizer o que a maternidade significa pra mim, pois tem muitos significados profundos do que posso imaginar.

Mães que inspiram

Que história linda não é mesmo!! Vai ter mais histórias lindas, aguarde!

E para fechar uma foto da nossa família reunida!!

Mães que inspiram

0 Flares Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×
Anúncios